Bela camisa, Marcelo Tavares

Marcelo Tavares, maior colecionador de plataformas de jogos do país, muito bem vestido no Programa do Jô.

iA Writer

Essa semana comprei um aplicativo que talvez eu não teria comprado há uns anos atrás e teria achado um absurdo o preço que paguei: $8,99. Tudo isso por causa de tamanha simplicidade.

“Ué, mas esse programa só faz isso? Não tem mais nada?”

Não. Só isso, mesmo. That’s the point.

Estou falando do iA Writer. Um programa simples ao extremo, pra escrever textos. Sem formatações, apenas uma fonte e apenas um tamanho de texto.

Agora você pode me perguntar: Ah, mas o TextEdit do Mac também é simples e faz a mesma coisa. E eu te respondo: Não, não é. No iA Writer não existem configurações. A única coisa que você pode fazer quando abre o programa é escrever. O tamanho de fonte, as cores, a interface enxuta, espaçamentos e tudo mais, criam um ambiente extremamente confortável e sem distrações.

Estou escrevendo esse post no iA Writer, utilizando o FocusMode™ e fullscreen. Genial. Apenas a sentença que está sendo escrita no momento é destacada, o resto é “apagado” ficando num cinza clarinho. Pra quem gosta de escrever é uma mão na roda.

Suas poucas “funções extras” são os contadores de palavras, caracteres, e um tempo estimado de leitura para o texto que está sendo escrito.

Por enquanto o iA Writer está disponível apenas para Mac e iPad.

Little Printer

Essa é a coisa mais legal que vi nos últimos dias. Little Printer é, como o próprio nome diz, uma pequena impressora que fica conectada à sua rede wireless e imprime mini-jornais personalizados pra você.

Escolha receber as principais atualizações dos seus amigos do Facebook, uma lista de to-dos para carregar na carteira, puzzles, lembretes de aniversariantes da semana, entre dezenas de outras publicações. Basta configurar suas preferências no seu smartphone, apertar o botão e pronto.

Veja fotos e o vídeo abaixo:

Segundo o BERG, estúdio de design responsável pelo projeto, a Little Printer chega já em 2012, em versão beta. Eu quero.

Dica do Daniel Santiago.

This Is My Jam

Sabe quando você vicia naquela música ao ponto de deixá-la no repeat durante uma semana? E a vontade de compartilhar essa melhor música do universo (pelo menos nesses dias) com todo mundo?

Essa é a proposta do This Is My Jam. Uma música durante 7 dias. Aquela que você está viciado, pras pessoas verem e ouvirem. Depois disso você pode colocar outra música, mas também pode trocá-la antes desse período terminar.

What’s your favorite song right now? Not any old track, but THAT song; the one that’s on repeat, the one you can’t get out of your head today, the one worth shouting about.

We couldn’t find anywhere online that asked (or answered) this one question, so we decided to build it. We’re excited you’re here to try this early version of This Is My Jam.

We want This Is My Jam to be the best place to share your new favorite song and find the best music through friends, but we have a long way to go.

Se o serviço (ou rede social, whatever) vai dar certo, é outra história. E os próprios criadores sabem disso. Mas achei a ideia bacana, diferente.

O Daniel Sollero fez um post mais completo no B9, onde levanta uns pontos interessantes: isso pode ser um excelente lugar pra conhecer músicas novas, de bandas novas, e ao mesmo tempo ser o lugar para ser dominado por uma banda famosa que acabou de lançar um novo hit.

Teremos que esperar pra ver.

E meu primeiro jam foi “Back & Forth”, do Foo Fighters.

‹ página anterior · próxima página ›